Quem somos


Numa nova fase da sua vida, o Instituto de Defesa Nacional (IDN) quer munir-se dos melhores instrumentos que permitam o seu bom desenvolvimento. Neste contexto, criámos o Plano de Actividades para 2013 que operacionaliza os objectivos do IDN para este ano. Destes faço o destaque para:

• A contribuição para que o Instituto se constitua como um centro de excelência e de referência no mundo do ensino, da investigação e da formação;
• A promoção da formação académica dos membros das Forças Armadas e das Forças e Serviços de Segurança, bem como a preparação para a inclusão futura dos quadros superiores da Administração Pública e das entidades privadas neste quadro formativo;
• A atribuição de graus académicos através da oferta formativa de ciclos de estudos adequados, bem como a qualificação profissional através da oferta de outros  cursos pós-secundários, de cursos de formação pós-graduada nas áreas de interesse para a Defesa e Segurança;
• O Incentivo do trabalho de pesquisa e investigação científica, desenvolvimento e inovação (I&D+I), em áreas da Defesa e Segurança, que potenciem o desenvolvimento de Timor-Leste;
• A criação de uma gestão de rigor nas actividades do Instituto;
• A promoção de uma abertura do IDN à sociedade.

Em síntese, nas várias áreas de actuação do IDN as quais constituem o nosso círculo de responsabilidades, propomo-nos criar uma marca de excelência.
O ano de 2013 ficará inevitavelmente marcado pelo impacto da mudança gerada pela reestruturação e a redefinição do IDN. Às vicissitudes e aos eventuais constrangimentos e dificuldades, naturais numa organização em fase de instalação, vão subsistir e sobrepor-se os nossos valores. E estes constituem no presente, e estou certo, no futuro, a nossa motivação.

As actividades previstas correspondem às prioridades. Nesta fase, subsistem carências ao nível dos recursos humanos, financeiros, materiais e de instalações, dificuldades que serão certamente ultrapassadas com o apoio e as orientações da tutela. Pelo nosso lado, tudo continuaremos a fazer para cumprir a nossa missão, em prol de Timor-Leste.

As minhas últimas palavras são dirigidas aos ilustres membros do Conselho Geral, aos quais agradeço a disponibilidade para nele participarem e que muito nos honra.

O Diretor do IDN
Donaciano Gomes (Pedro Klamar Fuik)

error: Deskulpa Kontent ami protected !!